Lendas & Calendas

Fórum dedicado a algumas belas histórias e curiosidades dos países de língua portuguesa.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Falar é facil
Dom Dez 11, 2016 8:18 pm por Contos Infantis

» Pintores...
Ter Jun 14, 2016 7:09 pm por Admin

» Lenda da Serra do Nó (Viana do Castelo)
Dom Nov 09, 2014 10:39 pm por Admin

» A gaivota que não queria ser
Ter Ago 14, 2012 3:12 pm por Contos Infantis

» Vida Depois da Morte...
Qua Maio 02, 2012 11:10 pm por Admin

» Café em Roma...
Qua Mar 14, 2012 4:07 pm por Admin

» O Criador de Galinhas...
Seg Mar 12, 2012 8:59 pm por Admin

» Pobres Monges...
Sex Fev 24, 2012 8:13 pm por Admin

» Há putos assim... são especiais!
Dom Nov 20, 2011 4:53 pm por Admin

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum

Parceiros








Compartilhe | 
 

 Lenda dos Tripeiros (Porto)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin


Mensagens : 411
Data de inscrição : 11/01/2009

MensagemAssunto: Lenda dos Tripeiros (Porto)   Dom Abr 19, 2009 3:53 pm

No ano de 1415, construíam-se nas margens do Douro as naus e os barcos que haveriam de levar os portugueses, nesse ano, à conquista de Ceuta e, mais tarde, à epopeia dos Descobrimentos.

A razão deste empreendimento era secreta e nos estaleiros os boatos eram muitos e variados: uns diziam que as embarcações eram destinadas a transportar a Infanta D. Helena a Inglaterra, onde se casaria; outros diziam que era para levar El-Rei D. João I a Jerusalém para visitar o Santo Sepulcro.

Mas havia ainda quem afirmasse a pés juntos que a armada se destinava a conduzir os Infantes D. Pedro e D. Henrique a Nápoles para ali se casarem...

Foi então que o Infante D. Henrique apareceu inesperadamente no Porto para ver o andamento dos trabalhos e, embora satisfeito com o esforço despendido, achou que se poderia fazer ainda mais. E o Infante confidenciou ao mestre Vaz, o fiel encarregado da construção, as verdadeiras e secretas razões que estavam na sua origem: a conquista de Ceuta. Pediu ao mestre e aos seus homens mais empenho e sacrifícios, ao que mestre Vaz lhe assegurou que fariam para o infante o mesmo que tinham feito cerca de trinta anos atrás aquando da guerra com Castela: dariam toda a carne da cidade e comeriam apenas as tripas.

Este sacrifício tinha-lhes valido mesmo a alcunha de "tripeiros". Comovido, o infante D. Henrique disse-lhe então que esse nome de "tripeiros" era uma verdadeira honra para o povo do Porto. A História de Portugal registou mais este sacrifício invulgar dos heróicos "tripeiros" que contribuiu para que a grande frota do Infante D. Henrique, com sete galés e vinte naus, partisse a caminho da conquista de Ceuta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lendasecalendas.omeuforum.net
 
Lenda dos Tripeiros (Porto)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» (F.Porto-Alegrense-SP) - Piscina retangular
» Profeta EFRAIN RODRIGUEZ afirma: Meteoro cairá em Porto Rico antes de 2015
» Nazismo e religião: visão de um pastor
» Trailer 2012: O Fim do Protestantismo
» RADIO DOS GIDEOES MISSIONARIA ESTA NO AR É SO CLICAR .

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Lendas & Calendas :: Lendas e Contos Tradicionais :: Lendas, Mitos e Contos Tradicionais Portugueses-
Ir para: